Infertilidade transitória: O que é?

A infertilidade pode significar um momento de frustração para casais que desejam construir uma família. Porém, em alguns casos a infertilidade pode ser apresentada como um estado temporário, conhecida também como: infertilidade transitória.

A infertilidade transitória é considerada como o período em que o casal em idade fértil não consegue engravidar, mesmo sem a presença de fatores graves que impeçam a gravidez. 

Infertilidade-transitória-Clínica Conceptus

Infertilidade transitória: o que pode causar?

Hábitos de vida podem impactar diretamente na saúde reprodutiva, causando falhas hormonais que afetam o funcionamento do sistema reprodutor, e reduzem a fertilidade a curto e longo prazo.

Algumas das principais causas para a infertilidade transitória são o estresse contínuo, consumo excessivo de álcool, tabagismo, uso de anabolizantes, consumo de chás para o emagrecimento, obesidade, quimioterapia e radioterapia.

De modo geral, esses fatores afetam a produção hormonal, prejudicando fases essenciais para a fecundação e fixação do embrião.

Por exemplo, mulheres que possuem o hábito de fumar demoram em média o dobro do tempo para conseguirem engravidar. Já o hábito excessivo de consumir álcool pode reduzir o nível de testosterona e alterar a forma e a função dos espermatozoides, prejudicando a ereção e a fecundação.

A infertilidade transitória pode tornar-se permanente?

Por definição, a infertilidade transitória ocorre como uma reação temporária a algum fator ambiental. Se os hábitos que interferem o sucesso da concepção forem descartados, é esperado que a fertilidade retorne aos níveis normais.

Nos casos onde é necessário a quimioterapia e a radioterapia, a infertilidade pode ser permanente, em resultados das fortes dosagens de medicação.

Quando investigar a infertilidade transitória?

Após um ano sem sucesso na concepção, é indicado procurar um especialista em reprodução humana para investigar as causa da infertilidade e seu tratamento adequado.

Algumas técnicas de reprodução assistida podem manter a fertilidade antes mesmo do diagnóstico, como por exemplo o congelamento de óvulos, congelamento de sêmen e também o congelamento de embriões.

Após o congelamento, os gametas ou embriões ficam disponíveis até que o casal decida recorrer a técnicas de reprodução para o sucesso da concepção.

Tem dúvidas sobre como anda sua fertilidade?
Entre em contato conosco através do nosso telefone e agende uma consulta com os profissionais que fazem parte da equipe Conceptus!

O post Infertilidade transitória: O que é? apareceu primeiro em Clínica Conceptus.

2020-01-16T15:34:56-03:00

Inscreva – se no Talk Show

Entendendo a endometriose.